Até onde somos influenciados pelo que assistimos?

Publicado: 05/11/2010 por Newbie em Textos Conectados

“Os olhos são a lâmpada do corpo. Se os seus olhos forem bons, todo o seu corpo será cheio de luz. Mas se os seus olhos forem maus, todo o seu corpo será cheio de trevas! Portanto, se a luz que está dentro de você são trevas, que tremendas trevas são! ” (Mateus 6.22-23)

Algum tempo atrás, no início de janeiro, foi postado aqui no site do Conectados a postagem “AVATAR” (Clique no nome para ver a postagem).  A postagem, retirada do blog Solomon1, fazia uma abordagem positiva do filme e falava muito bem dele, levando em conta que o personagem principal encarnava na forma de Na’vi para levar uma mensagem para aquele povo, mais ou menos do jeio que Deus fez por meio de Jesus.

Porém, nem tudo são flores na história de Avatar. O Vaticano classificou o filme como “inteligente apenas para as pseudodoutrinas que querem fazer da ecologia a religião do milênio”, por causa do pandeísmo (Religião que diz que Deus é a natureza e adora a natureza) exacerbado e abundante no filme. Mark Driscoll, um pastor famoso nos EUA, classificou como “o mais satânico filme de todos os tempos”.

É estranho pensar como os filmes podem manipular a nossa cabeça. Tenho certeza de que, ao ler o último parágrafo, você achou a reação da Igreja Católica e desse pastor muito radical. Mas eu te convido a pensar um pouco sobre isso.

Quando você assiste um filme que tem uma mensagem triste, você tende a ficar triste. Quando é uma mensagem erótica, você tende a ficar excitado. Quando é um filme de ação, você sai do cinema todo animado e, finalmente, quando é um filme romântico, você sai querendo ter um grande amor. Pecamos quando desejamos atores e atrizes, sexualmente falando, e nem nos damos conta disso. Então,

Até que ponto somos influenciados pelo que assistimos?

“‘Tudo me é permitido’, mas eu não deixarei que nada me domine” 1 Coríntios 6.12

Israel.

Anúncios
comentários
  1. norton disse:

    muito bom o texto, li e repassei para alguns amigos! 🙂

  2. João. disse:

    refletir e depois comento mais.

  3. thi4gobraga disse:

    Toda mensagem tem sua IDEOLOGIA.
    Com os filmes não são diferentes … agora tudo tem limites.

    Eu pessoalmente não curto DRAMA (afinal, já basta a vida cotidiana), mas levar isso muito a sério não vale a pena.

    Paulo certa vez disse: “Examinar tudo e reter o que é bom…”

    Saudações de primeira a todos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s