Nem leigos, nem santos.

Publicado: 01/05/2012 por thi4gobraga em Textos Conectados

Existe uma síndrome que ataca os vampiros e os líderes de jovens com muita frequência, e se não tomarem cuidado vai matando de dentro para fora cada um deles.

A lenda conta que os vampiros, não necessariamente este estereotipo dos dentes afiados e sobretudo, e muito menos os que viram purpurina, precisam sugar a energia dos outros para manter-se vivos.

Com o tempo, se tornou comum afirmar que eles sugam o sangue, pois o sangue é o símbolo da vida e da morte.

Esta necessidade de se manter vivo e “eterno” que os vampiros tem, além de os tornarem figuras estranhas, com o passar do tempo, faz ele sofrer muito. Ele quer permanecer “vivo” para viver com quem ama, mas com o passar dos anos ele vê seus amores envelhecerem e morrerem.

Acredito que isso pode ocorrer com aqueles que tem ministério com jovens e adolescentes. Aqueles que trabalham com jovens, são muito parecidos com os vampiros, eles precisam entrar no mundo dos jovens, viverem o que eles vivem, assistir o que eles assistem, falar do jeito que eles falam.

Com o tempo, essa “energia” vai sendo sugada, rejuvenescendo e dando mais vida ao ministério desse líder. Mas o tempo é implacável, e depois de alguns anos, aqueles adolescentes, para os quais você deu sua vida, cresceram, e até casaram. Os seus companheiros e você mesmo ficaram mais velhos, e você acaba se sentindo um estranho no ninho, como alguém que não vive a sua geração.

A pergunta que não se cala é: meu chamado era para aquela geração e por isso devo seguir com eles em suas angústias e anseios, ou já cumpri meu chamado com esta geração, vou me reciclar (morder uns pescoços) e começar tudo de novo com outros jovens e adolescentes?

Não tenho uma resposta a esta pergunta, só sei que assim como os vampiros, é muito difícil viver sem esta resposta bem clara no seu coração.

Mas cuidado!

As vezes, no caso dos vampiros, a solidão e a angústia são tão grandes que para não perder o seu amor, em um gesto desesperador e egoísta ele morde quem ele mais ama para matá-lo e eternizá-lo para si mesmo e, colocá-lo na sua mesma angústia eternamente.

Líderes que matam a suas fases de vida por amor a um ministério com jovens acabam angustiados e matando as pessoas que eles mais amam!

 

 

Ninguém é alguém, sozinho.

Se a essência de Deus é o amor, sua natureza é a comunidade. Sendo um Deus único, coexiste de forma perfeitamente harmônica sendo três pessoas, deu-se o primeiro ENCONTRO.

Percebendo a beleza dessa coexistência perfeita, Deus quis multiplicá-la, estendendo a nós a possibilidade de partilharmos consigo dessa relação, deu-se o ENCONTRO mais importante da vida de qualquer pessoa.

Esse ENCONTRO com Deus, nos faz um outro tipo de gente. Gente que enxerga com outros olhos, decide em outras categorias e relaciona-se com profundidade e pessoalidade.

Quem encontra-se com Deus nunca permanece a mesma pessoa. É a partir desse encontro, dessa nova vida e dessa outra consciência que vamos nos encontrando com outras pessoas, nos tornando parte delas e fazendo-as parte de nós, sendo sempre misturados uns aos outros pelo Espírito Santo, e vamos nos tornando mais gente.

Encontrar-se é preciso!!!

Encontrar-se é misturar-se ao outro, tornando o outro um “outro melhor”.

Encontrar-se é incluir o outro em nós, tornando-nos “ uma pessoa melhor”.

Quem se encontra de verdade, tendo como ato fundante o encontro com o Senhor, não encontra-se COM, encontra-se EM, afinal, nesses encontros, vamos nos tornando parte do outro e o outro parte da gente.

EmComOutro, deu-se o verdadeiro ENCONTRO!!!

Celebremos à vida.

Com vocês ao serviço d’Ele, Thiago Oliveira Braga

Vejo muita gente desesperada por aí, se desviando por que nao consegue escutar Deus. Se entristecendo porque não consegue ouvir as respostas de Deus, chegando a afirmar que Deus nem escutam elas. Eu sei onde está problema e quem é o culpado, é VOCÊ. A voz dEle continua perfeita, o defeito está é nos nossos ouvidos. Leia o resto deste post »

Meu pequeno coraçao de pedra…

Publicado: 11/13/2010 por Caio em Uncategorized

…que só me afunda e esfriou o amor que tinha por Deus.

Mas, O QUE ACONTECEU?????

Antes eu pecava, como sempre, ia pra um acampamento e como sempre, lá eu chorava e me sentia muito bem, pois eu estava perdoado né? Estava! Logo em seguida voltava a pecar pois sabia que no acampamento seguinte eu estaria perdoado. Mas agora, não. Agora, eu peco peco peco, e não me sinto perdoado nos acampamentos, é como se meu coraçao tivesse virado pedra, não sinto mais Deus na minha vida. É como se eu tivesse ficado “surdo”. Socorro, peço ajuda à todos voces.

Leia o resto deste post »

Estou dentro, mas me sinto fora.

Publicado: 10/18/2010 por Caio em Uncategorized

P.S. Inicial: Queria avisar que não morri, nem nada de grave aconteceu comigo e depois de uns 2 meses estou escrevendo outro post. Explicarei tudo aqui.

Estou dentro, mas me sinto fora… e é INFELIZMENTE assim que eu realmente me sinto às vezes dentro da igreja.

Leia o resto deste post »

Se lembrar…

Publicado: 08/22/2010 por Gabi em Textos Conectados

…de celebrar muito mais…

É durante momentos simples, como levar uma amiga ao aeroporto, que nos faz lembrar a importância de celebrar. Por causa da nossa rotina, não criamos o hábito de se alegrar em pequenos momentos. Reservamos o que nos resta de tempo para fazer coisas que na maioria das vezes, não trazem a mesma alegria. Ou trazem alegrias passageiras que depois de alguns dias nem lembramos.

Não sou de escrever muito, então após minhas postagens vou deixar sempre uma frase, um trecho, coisas que eu acho que valham a pena ser compartilhadas. (:
“Afaste do coração a ansiedade e acabe com o sofrimento do seu corpo, pois a juventude e o vigor são passageiros.” Ec. 11:10

…muito mais.

Amigos, irmãos que escolhemos.

Publicado: 08/19/2010 por thi4gobraga em Textos Conectados

Algo que busco valorizar na vida é o fazer amigos. Esse é um dos grandes desafios na sociedade pós-moderna : ser e fazer amigos. Na igreja não é diferente. Alguém já escreveu que: “amizade tem valor terapêutico”. Um relacionamento profundo provê cura para a alma.

Convido você a pensar nisso. Quem são aqueles (as) com quem você pode abrir o coração sem medo de ser visto (a) com outros olhos ? Faça amigos. Busque relacionamentos que durem.

Amigos não são muitos, mas seu valor só sabe quem tem.

Thiago.